segunda-feira, 4 de junho de 2012

Como transformar um “fora” em criatividade.


Conte-me a verdade. Atire a primeira pedra quem nunca teve sequer o ímpeto de se vingar de um relacionamento rompido por um ex?! As formas podem ser inúmeras, existem as vinganças diretas, obsessivas, dessas do tipo Atração Fatal. Outras são mais light, acreditam que a felicidade da “preterida” é a melhor resposta, mesmo que seja tudo mentira, só post falsos no facebook. No entanto, existem pessoas que conseguem transformar a dor deste momento em algo criativo e bem mais produtivo.

  Este é o caso da artista plástica francesa Sophie Calle. A sua história é bem familiar para boa parte das mulheres. Após um namoro com o escritor Grégoire Bouillier, Sophie descobre que o seu “príncipe encantado” era na verdade um galinha tendo um relacionamento “compartilhado” (eufemismo moderno para justificar a infidelidade, “não, querida, eu não estava lhe traindo, estava compartilhando o meu amor..”) com ela e mais três mulheres. Não aceitando ter seu amor “compartilhado” com mais ninguém, a artista decidiu dar um ultimato; ou ele terminava com as outras ou fim. Não conseguindo dividir o seu coração, o escritor resolveu terminar o relacionamento por email. No corpo de seu texto refinado, mas cheio de clichês, Grégoire utiliza o bom e velho subtexto, “você é boa demais para mim”, ao final a famigerada e tosta frase “cuide de você”.

  Sophie seguiu o conselho do agora ex-amante a risca, resolveu cuidar dela mesma, transformando a sua dor em arte. Enviou a carta de término para 107 mulheres de diferentes idades e profissões, cada uma delas deveria dar a sua interpretação profissional a respeito do texto. Assim, por exemplo, uma advogada faz as suas observações em cima do Código Penal francês descobrindo várias “infrações” no rompimento, uma adolescente resume o dito cujo com uma frase simples e direta “ele se acha...”, uma bacharela em Literatura Francesa faz uma análise textual. Estas interpretações são seguidas pelas mais variadas visões, tais como; compositora, consultora de etiqueta, contadora, criminologista, delegada, diplomata, escritora (a observação, na minha opinião, mais interessante e próxima da minha, tem um pouco de vitimização nesta história), especialista da ONU em direitos da mulher, estudante, filóloga, filósofa, headhunter, historiadora, jogadora de xadrez (interessantíssimo), jornalista, juíza, latinista, sua própria mãe, oficial da inteligência francesa, poeta, professora, psiquiatra, revisora, romancista, roteirista, sexóloga, tradutora e até uma vidente. Juntas essas 107 mulheres e interpretações foram reunidas por Sophie numa exposição com o inspirado título “Prenez Soin de Vous" (“Cuide de Você”), criada em 2008. É interessante perceber como podem existir diferentes pontos de vista em cima de uma simples carta de rompimento tanto que umas até defendem o escritor.

Se a vingança é legítima ou não é uma questão de ponto de vista. Sophie Calle expôs uma obra aberta onde cada um pode fazer a sua interpretação da carta. O fato que a partir da exposição é possível pensar em várias questões; como é possível transformar a dor em arte, a percepção de diferentes pontos de vista, a ideia de arte interativa, em que medida uma mulher preterida pode se vitimizar, ou até mesmo pensar na fronteira entre público e privado (será que ela não se expôs demais, junto com a sua instalação?!). Enfim, o tema é polêmico e controverso, mas não deixa de ser interessante e criativo. Acho que a partir de agora se você está pensando em terminar um relacionamento vai pensar duas vezes antes de enviar uma carta “pé na bunda”. Cuidado!! Ela pode virar uma exposição!!!

                                                       Mariana (tentando cuidar de mim).



Para interpretar mais:

  Quem quiser ter uma íntegra da exposição, vale a pena conferir o catálogo com as diferentes interpretações no site:
 

O vídeo da exposição também é lindíssimo:

http://www.youtube.com/watch?v=ZbNzIL6J9po

Uma reportagem sobre a exposição quando ela esteve no Brasil:

3 comentários:

  1. Poxa mari, acho que vc tá perdendo seu tempo com a história... Já pensou em mandar seus textos pra algumas revistas femininas? A Seleções do Reader's Digest é composta de textos "freelancers" e ainda paga um dinheirinho... Pq vc não começa por aí. É sério.

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre falo pra Jacque que ela deveria investir no design de jóias, bijus e acessórios, ela sempre diz que vai pensar com carinho. Pior é que quando ela fizer sucesso com isso e eu disser que sempre incentivei ainda vão me achar oportunista... Rs.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, Rodrigo, obrigada pelo elogio!!! Mas acho que eu não sou tão boa assim... Mas a Jacque tem realmente muito talento para o design de jóias, acho que ela deve tb investir nisso. Mas quando ela fizer sucesso vc pode ser o empresário e advogado dele.

    ResponderExcluir